Triagem em papel filtro

Imunoscreen é a mais completa linha validada e padronizada para triagem em papel filtro. A linha está devidamente regularizada na ANVISA para as seguintes aplicações:

  • Triagem de doenças infecciosas;
  • Triagem neonatal.

Acesse o site oficial: clique aqui

Testes Rápidos

► Ensaios imunocromatográficos;

► Não necessita de instrumentação para execução;

► Armazenagem em temperatura ambiente;

► Resultados rápidos e seguros;

► Embalagem individual;

► Fácil de usar.

Látex

► Reagentes líquidos prontos para uso;

► Alta qualidade enzimática;

► Excelente custo x benefício;

► Assessoria Científica permanente.

Meios de Cultura

► Praticidade e segurança no uso;

► Disponíveis em placas;

► Padronização e qualidade em sua rotina;

► Redução de mão-de-obra no processo de produção;

► Lotes acompanhados de Certificado de Controle de Qualidade.

Dualmedium Cromogênico ITU

Finalidade
O Ágar Cromogênico ITU MBiolog é um meio de cultura diferenciado, que promove a identificação presuntiva dos principais patógenos que causam a infecção do trato urinário através da detecção, por agentes cromogênicos específicos, da atividade enzimática bacteriana sobre determinados substratos.

Princípio de ação
O meio contém dois substratos cromogênicos específicos que são clivados por enzimas produzidas por Enterococcus spp., Escherichia coli e coliformes (ß-glucuronidase e ß-glucosidase). Além disso, contém fenilalanina e triptofano, que promovem a identificação através da atividade da triptofano-desaminase demonstrando a presença de Proteus spp., Morganella spp. e Providencia spp. Este meio é baseado em ágar CLED, sendo valioso meio para cultura em placa dos demais microrganismos causadores de infecções do trato urinário, também prevenindo o aparecimento do “véu” de Proteus spp.

Amostra
Urina de jato médio, colhida seguindo criteriosa assepsia e higienização em coletor esterilizado ou recipiente adequado. As amostras devem ser colhidas seguindo cuidados específicos de forma a se obter representatividade do processo infeccioso, assepsia na coleta da amostra e sem interações medicamentosas. Não é aconselhado o armazenamento da amostra. Em casos extremos, em que não se pode realizar o inóculo imediato, a amostra deve ser conservada sob refrigeração, a 4ºC por no máximo 24 horas.

Procedimento
Inocular a amostra por estrias através de esgotamento da alça de platina.
Obedecer os critérios internos do laboratório acerca das condições de assepsia e esterilidade do local de trabalho.
Incubar a placa inoculada à 37ºC por 24 horas.
Após incubação, observar as placas.

Interpretação
Não havendo crescimento bacteriano, constata-se amostra isenta de bactérias. Havendo crescimento bacteriano, realizar a contagem do número de colônias e multiplicar pelo fator de diluição ou pelo volume relativo da alça. Este procedimento visa obter o número de colônias/ml. Após a contagem, identificar presuntivamente o patógeno através da cor da colônia crescida.

Exemplo:
nº de colônias contadas: 25
Calibração da alça= 1,0.10-³ mL
n° de colônias/ml=25×1,0.10³=25.000 colônias/mL

Microorganismo / Enzima / Cor da colônia

1- Escherichia coli (ß-glucoronidase +) = Rósea ou branca com centro rosa (BGN , Indol +)
2- Klebsiella spp., Enterobacter spp. e Serratia spp. (ß- glicosidase +) = Azul-esverdeado (colônia grande, BGN)
3- Enterococcus spp. (ß- glicosidase +) = Verde azulado (colônia pequena, coco Gram +)
4- Proteus spp., Morganella spp. ou Providencia spp. (triptofano desaminase) = Marrom ou bege
5- Staphylococcus saprophyticus = Rosa, colônia pequena (coco gram+)
6- Leveduras , S.aureus e P.aeruginosa = Pigmentação natural

Apresentação
Meio de cultura pronto para uso em placa de Petri.
Embalagem com 10 placas.

Bula Dualmedium Cromogenico ITU vs02
FISPQ Agar Cromogenico ITU