Automação de testes: Dicas para o sucesso do seu projeto

Quer automatizar os testes de software da sua empresa? Listamos aqui algumas dicas que irão ajudá-lo a desenvolver um projeto com sucesso.

A automação de testes não é um processo de testes

A automação de testes faz parte do processo de testes da empresa. Implantar a automação de testes por si só é um projeto, complexo e com vários riscos. Seus processos são próprios e, se bem definidos, serão responsáveis por boa parte da produtividade do seu time de desenvolvimento de software.

Não é possível automatizar o caos

Primeiro organize sua casa! Chame alguém que possa ajudá-lo nisso. Crie, mude ou organize seu processo de desenvolvimento de software. Com algo mais estável comece a trabalhar com a automação de testes.

Automatize os testes críticos primeiro

Avalie com o seu time quais são os pontos mais críticos da sua aplicação. O que não pode falhar de forma alguma precisa ter testes automatizados para quase 100% do código.

Incorpore estabilidade ao aplicativo

Pequenos ajustes na aplicação, que não irão impactar na usabilidade e na experiência do usuário, poderão fazer uma enorme diferença para automação de testes e gerar muitos benefícios no processo.

As ferramentas de automação de testes também têm defeitos

Software que se possa chamar de software vai ter defeitos. Há quem diga que nunca poderá se remover todos os defeitos de um software, muito menos descobrir todos eles. Portanto, faça uma avaliação bem detalhada das ferramentas de automação. Procure referências de outras pessoas que já usam a ferramenta. Aprender com experiências já ocorridas é um sinal de sabedoria!

Demonstração de ferramenta não é prova de conceito

Para avaliar uma ferramenta de automação de testes é preciso investir tempo em uma prova de conceito mais detalhada e mais crítica. É um investimento muito grande para ser feito de forma pouco detalhada e baseada somente numa apresentação comercial simples.

A ferramenta de automação de testes não fará tudo sozinha

Você terá que criar seu framework de homologação de sistemas ou contratar um de terceiros. E isso é fundamental para o sucesso, é o que distingue amadores de profissionais no mundo da automação de testes. Portanto, não deixe de avaliar este ponto!

Dimensione a infraestrutura adequadamente

Outro ponto muito importante e crítico é a infraestrutura usada para a automação de testes. A expectativa em ver os “robôs” executando testes de forma automatizada é muito grande e sem uma infraestrutura adequada, seu projeto pode naufragar com rapidez.

Encare a automação de testes como um projeto

Isto mesmo. Projeto! Com todas as características que um projeto pode ter: alto risco, poucos recursos, alta expectativa, prazo curto e muitas mudanças de escopo. Trate a implantação da automação de testes com muito cuidado para não ter surpresas desagradáveis.

Alinhe as expectativas e garanta a colaboração de todos os envolvidos

Como já dito anteriormente, as expectativas são muito grandes quanto à automação. Deixar tudo muito claro e detalhado para todos, e certificar que os envolvidos no projeto entenderam corretamente, já é meio caminho andado.

A automação de testes é um investimento de longo prazo

Não queira colher resultados da automação de testes nos próximos 15 dias. Mas também não prometa o impossível e o inviável de ser feito. Comece pequeno, com ganhos pequenos e com certeza você terá sucesso.

O teste manual é insubstituível

Não considerar esta variável importante no processo de automação de testes é criar motivos para fracassos. Teste manual e teste automatizado são atividades que tem que andar juntas e ser muito bem coordenadas.

 

Por Rodrigo Almeida, Gerente de Qualidade de Software

2017-02-09T14:12:07-02:00janeiro 2017|Tags: , |